Valorização da ética: Ipaam está prestes a lançar projeto de modernização de sua estrutura organizacional

Ipaam se prepara para assumir um papel de destaque na prestação dos serviços ambientais

Manaus/AM – Avançando em políticas de controle de qualidade, o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) trabalha na implementação do Projeto de Segurança, Cultura e Ética. O projeto tem o objetivo de reforçar a estrutura organizacional do Ipaam, que se prepara para assumir um papel de destaque na prestação dos serviços ambientais que lhe compete.

Neste momento, o projeto se encontra em análise e consulta dos servidores do Ipaam, aceitando críticas para que todos os colaboradores do órgão possam contribuir para construção de mais um passo importante para o estado do Amazonas.

Conforme informa o diretor-presidente do Ipaam, Juliano Valente, o Projeto de Segurança, Cultura e Ética contempla ações que promovem a segurança de informação e a valorização de aspectos éticos e culturais. “Para a execução do trabalho foram propostos três instrumentos: O Código de Ética, a Cartilha de Valores e a Política de Segurança de Informação. Assim, tornamos o processo mais transparente e objetivo”, afirmou Valente.

O Código de Ética é a declaração formal das expectativas da empresa à conduta de seus servidores. Os valores previstos e as condutas esperadas do Servidor Público serão apresentados de forma dinâmica através da Cartilha de Valores, material dedicado ao servidor e que será fornecido ao público externo, tornando pública a cultura organizacional esperada na prestação dos serviços.

A Política de Segurança da Informação se alinha ao momento novo de reestruturação tecnológica do Ipaam, ao passo que tem por objetivo possibilitar o gerenciamento da segurança da organização, estabelecendo regras e padrões para proteção da informação. A política possibilita manter a confidencialidade, garantir que a informação não seja alterada ou perdida, além de permitir que a informação esteja disponível quando for necessário.

Assim, o Ipaam reforça sua estrutura organizacional, alicerçando os caminhos para a implementação da Lei nº 13.709/2018, Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, bem como para a implantação de um conjunto de disciplinas a fim de cumprir e se fazer cumprir as normas legais e regulamentares, as políticas e as diretrizes estabelecidas para o negócio e para as atividades da instituição ou empresa, evitando, detectando e tratando quaisquer desvios ou inconformidades que possam ocorrer. Com essas ações, o objetivo é implantar o Compliance no Ipaam.

Compliance no Setor Público – No setor público, o compliance é um sistema de gestão, onde é preciso fazer uma reflexão sobre todas as possibilidades para dar total transparência aos contratos e serviços prestados pelo Estado, de forma que as medidas tomadas sejam apropriadas.