‘Abençoado’ morre em troca de tiros com a polícia

Manaus-Am A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), em ação conjunta com a Divisão de Inteligência e Capturas de Roraima (DICAP/RR), deflagrou, nesta quarta-feira (28/10), por volta das 19h, ação policial que teve o objetivo de capturar Genildo Henrique do Nascimento, que tinha 42 anos, conhecido como ‘Abençoado’. Ele estava na lista dos dez homens mais procurados pelos órgãos de Segurança Pública do Estado de Roraima, pelo cometimento de diversos crimes, entre eles, a morte de um policial civil no ano de 2003.

De acordo com o delegado Cícero Tulio, titular da Derfv, as equipes policiais tomaram conhecimento que ‘Abençoado’ se deslocaria de Manaus para Boa Vista, na noite desta quarta, pela AM-010, transportando um veículo roubado. Os policiais montaram campana na localidade e durante a perseguição, houve trocas de tiros com o indivíduo, que foi atingido e, posteriormente, encaminhado a uma unidade de saúde de Manaus, onde não resistiu e veio a óbito.

Na ocasião, foi apreendida uma arma de fogo calibre 40, além de um documento falso de identidade e um aparelho celular. Ainda com informações da autoridade policial, durante o tiroteio, o veículo que dava apoio a ‘Abençoado’ empreendeu fuga, ocasião em que não foi possível acompanhar, haja vista que os policiais tiveram que socorrer o foragido.

“O indivíduo, além de atuar com o tráfico de drogas, também remetia veículos roubados e realizava, por conta própria, a exploração sexual infantil”, comentou o delegado.

‘Abençoado’ – Genildo Henrique do Nascimento é apontado como autor da morte de um policial civil, no ano de 2003, durante uma ocorrência, onde ele e os comparsas foram abordados numa barreira policial, no momento em que estavam com um sequestro em andamento. Ele também é responsável pela morte de um vigilante em Boa Vista (RR), há cerca de dois anos.

Segundo o sargento Roney Cruz, da Dicap de Roraima, em março de 2018, Genildo, que já cumpria pena, fugiu de um hospital de Boa Vista, quando realizava procedimentos pré-cirúrgicos. Contra ele, existiam três condenações, que somadas ultrapassam 60 anos de prisão, além de possuir um mandado de prisão preventiva.

“Genildo é um criminoso que deu entrada no sistema prisional de Roraima, em 2013, justamente pelas práticas de homicídios e roubos. A Dicap já vinha investigando ele desde a época da fuga, e cruzou informações com as da equipe da Derfv, que já tinha uma linha de investigação em relação ao foragido, então, a equipe da Dicap se juntou nas diligências e conseguimos localizá-lo na noite de ontem, na qual ele veio a óbito”, informou o sargento. 

A polícia também apurou que Genildo aliciava menores e promovia a exploração sexual de crianças e adolescentes em Manaus. Ele, que era diagnosticado como portador do vírus HIV, disseminava a doença entre suas vítimas e as explorava sexualmente mediante pagamento de dívidas das menores de idade, com o tráfico de drogas, e também sob ameaça a elas. No aparelho telefônico dele, foram encontrados diversos registros fotográficos de menores de idade nuas e de fotografias ostentando armas de fogo.

Foto: Erlon Rodrigues / PC-AM