Depósito clandestino de pescado é fechado em Manaus


Manaus-AM Policiais militares do Comando de Policiamento Ambiental (CPAmb), por meio do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAmb), durante o desdobramento da Operação Hórus, na manhã de ontem (22/10), por volta da 9h, fecharam um galpão que estava sendo usado como um depósito clandestino de pescado ilegal, no Boulevard Álvaro Maia, no bairro Nossa Senhora das Graças, zona centro-sul de Manaus. Uma pessoa foi presa na ação e o material encontrado no local foi apreendido.

Segundo os policiais, após  receberem denúncias, foram  até o endereço e, após  vistoria, verificaram que se tratava de um depósito clandestino, onde foi  encontrada, aproximadamente, 1,7 tonelada de pirarucu, de comercialização proibida, que se encontra no período de defeso. O responsável pela carga foi questionado sobre a procedência e a guia de comercialização, porém nenhuma documentação foi apresentada.

O envolvido, de idade não informada, foi detido e conduzido, juntamente com toda a carga apreendida, à Delegacia Especializada em Crimes Contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema). O pescado, segundo os policiais ambientais, estava avaliado em torno de R$ 80 mil.

A Polícia Militar, por meio de suas unidades de polícia ambiental, orienta a população que pescar, transportar e comercializar peixes do ambiente natural, que estão legalmente em período de defeso, configura crime ambiental e o autor do delito está sujeito às penalidades previstas na lei.

Denúncia – A Polícia Militar do Amazonas (PMAM) também orienta a população que informe imediatamente ao tomar conhecimento de ações criminosas, por meio do disque-denúncia 181 ou pelo 190.

FOTO: Divulgação/PMAM